PD&I - Embalagens Celulósicas

Com mais de 100 anos de existência, as embalagens celulósicas vem cumprindo importantes papéis na contenção e distribuição de produtos nos mercados interno e externo, possibilitando populações próximas ou distantes dos centros de origem terem acesso a uma imensa gama de produtos nacionais e importados. Tem sido um importante veículo de transporte no processo de globalização observado nos últimos anos.

O total de caixas de papelão ondulado expedido tem sido considerado um dos principais indicadores de comercialização no país, tamanha é a penetração destas embalagens nos mercados de produtos alimentícios, químicos e derivados, metalúrgico, de frutas e flores.

As embalagens em cartão, representadas principalmente pelos cartuchos fechados e tipo display são largamente utilizadas nos mercados farmacêutico, de cigarros, de alimentos congelados, detergente em pó, higiene bucal, temperos e condimentos dentre muitos outros.

Dentre as embalagens de papel, destacam-se as sacarias multifoliadas para cimento, açúcar, agroquímicos, os sacos/invólucros para farinha e café, os envelopes para produtos farmacêuticos, as latas compostas para fermento.

Destacam-se ainda as bandejas em polpa moldada para ovos e as barricas para produtos químicos e sorvetes.

Além de suas particulares características de rigidez, amortecimento, facilidade e qualidade de impressão, flexibilidade na obtenção de diferentes tamanhos e formatos, possibilidade de encaixe as embalagens celulósicas são bastante procuradas em função de suas características ambientais: a celulose, matéria prima principal é renovável num espaço curto de tempo e as taxas de reciclagem destes produtos após seu uso estão entre as maiores dentre os diversos materiais de embalagem.

TIPOS DE ATIVIDADES DESENVOLVIDAS

Os Laboratórios de Embalagens Celulósicas – LEC I e LEC II são utilizados na prestação de serviços no desenvolvimento de embalagens, para:

PRINCIPAIS CLIENTES/PARCERIAS

As atividades desenvolvidas pelos LEC I e II tem sido bastante solicitadas por indústrias fabricantes convertedoras e usuárias de embalagens de papel, cartão e papelão ondulado. Tem desenvolvido importantes trabalhos com a ABPO – (Associação Brasileira de Papelão Ondulado) e a BRACELPA – (Associação Brasileira de Celulose e Papel) e atua conjuntamente com a ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

Desenvolve projetos em parceria com os órgãos de fomento à pesquisa estaduais e federais para desenvolvimento de novos produtos, ampliação da capacitação de seus laboratórios, etc.

LINHAS DE PESQUISA

Outras Atividades do LEC

Com o objetivo de assessorar principalmente a indústria de alimentos quanto aos aspectos de interação da embalagem com o alimento, o LEC realiza ensaios de determinação das propriedades de barreira dos materiais celulósicos, tais como: permeação a óleos e gorduras; permeabilidade ao vapor d'água e gases.

Também são realizados testes de migração global (provas de cessão) e determinação de metais pesados (Pb, Cr, Cd e outros), por espectrofotometria de absorção atômica, visando assegurar a adequação das embalagens para contato com alimentos.

Outra importante linha de trabalho que vem sendo consolidada nos últimos anos é o desenvolvimento de estudos de Análise de Ciclo de Vida de embalagens celulósicas, visando a redução do uso de recursos naturais e emissão de poluentes, avaliação da eficácia ambiental de processos de reciclagem, auxiliando na tomada de decisões na seleção de alternativas durante o desenvolvimento de embalagens.

ITAL - Instituto de Tecnologia de Alimentos | Av. Brasil, 2880, Campinas, SP - CEP 13070-178 - Caixa Postal 139 | Tel: 19 3743 1700 / Fax: 19 3743 1799 ital@ital.sp.gov.br