PD&I - Embalagens Metálicas

A história da embalagem metálica teve seu início ainda no final do século XVIII, inspirada pelas conquistas militares, em função da necessidade de conservar e transportar alimentos para regiões distantes. Segundo relatos da época, as tropas de Napoleão estavam sendo derrotadas mais pela fome e doenças relacionadas, do que pelo próprio combate.

Desde então, essas embalagens têm sido amplamente empregadas no acondicionamento de alimentos e não-alimentos, em virtude de suas características de impermeabilidade, barreira à luz, hermeticidade, resistência mecânica, resistência térmica, baixo peso, barreira contra insetos e roedores, versatilidade e reciclabilidade do material, entre outras.

Ao longo de todos esses anos, avanços tecnológicos têm sido verificados em ambos aspectos da produção da embalagem, ou seja, produção dos materiais metálicos e orgânicos e processos de produção das latas. Redução da espessura dos materiais metálicos, revestimentos orgânicos com propriedades de barreira e flexibilidade cada vez mais compatíveis com o tipo de produto e com o tipo de lata, respectivamente, linhas de produção de embalagens com altas velocidades, sistemas de fechamento com características mais convenientes para o consumidor, atendimento aos requisitos da legislação para contato com alimentos e para o transporte de produtos perigosos, questões ambientais e a acirrada concorrência com outros tipos de embalagem, têm promovido grandes evoluções na área, incluindo a aparência das embalagens, como sistemas de impressão e design. Todas essas inovações requerem fidelidade à especificação inicial dos materiais, controle de qualidade eficaz e/ou acompanhamento do desempenho desde o desenvolvimento da embalagem.

O LEM tem acompanhado este processo evolutivo, equipando-se e capacitando-se continuamente para suprir as necessidades de mercado, liderando pesquisas tecnológicas relacionadas ao desempenho físico-mecânico e quanto à resistência à corrosão da embalagem e ao consumo de alimentos enlatados e oferecendo assistência tecnológica às empresas de todos os ramos da cadeia (produtores de materiais e de embalagens e usuários), de maneira a colaborar durante o desenvolvimento e otimização do desempenho da embalagem, bem como no diagnóstico de ocorrências inesperadas, com sugestões de melhorias, sempre que possível. Além disso, atua em atividades de consultoria para empresas, autoridades e instituições públicas, treinamento de pessoal, elaboração de pareceres técnicos, organização de encontros técnico-científicos em âmbito nacional e internacional, apoio a atividades de normatização técnica e avaliação de requisitos estabelecidos por Legislação Nacional e Internacional para materiais e embalagens e publicação de artigos científicos e técnico-científicos.

Linha de Pesquisa

ITAL - Instituto de Tecnologia de Alimentos | Av. Brasil, 2880, Campinas, SP - CEP 13070-178 - Caixa Postal 139 | Tel: 19 3743 1700 / Fax: 19 3743 1799 ital@ital.sp.gov.br